Do lado de dentro do hospício: a escrita em forma de denúncia de Nellie Bly e Maura Lopes Cançado

Edivaldo Rafael de Souza

Resumo


A partir da análise bibliográfica do livro Ten Days in A Mad-House[1] escrito pela jornalista estadunidense Nellie Bly e da obra Hospício é Deus – diário I de autoria da escritora brasileira Maura Lopes Cançado, este artigo analisa e discute como era o tratamento mental durante os séculos XIX e XX, principalmente nos Estados Unidos e no Brasil. As obras destacadas são muito importantes para a compreensão do tema, uma vez que tanto Nellie Bly quanto Maura Lopes Cançado escreveram seus livros enquanto estavam internadas em hospícios. A presente pesquisa possibilitou, ainda, um maior reconhecimento de ambas as autoras.


[1]Esse livro não se encontra traduzido para a Língua Portuguesa; por isso, o autor da pesquisa utilizou-se de tradução própria para a elaboração da pesquisa. As citações originais estão em notas de rodapé.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Edivaldo Rafael de Souza