História, ficção e temporalidade: Joana Dark e Simone Machard

Welson Ribeiro Marques

Resumo


O presente artigo é resultado dos questionamentos iniciais do projeto de pesquisa do mestrado em história pensado em conjunto com as reflexões elaboradas através da disciplina de história e ficção. O projeto versa sobre dois textos teatrais do dramaturgo Bertolt Brecht, respectivamente: A Santa Joana dos Matadouros(1929 – 1931) e As visões de Simone Machard (1941 – 1943). Com este artigo busca se compreender como o conceito de “lugar social” desenvolvido por Michel de Certeau pode servir como ferramenta de análise para o processo criativo da escrita de tais textos e a validade de se usar textos ficcionais para ter um entendimento do seu tempo de produção. Entende-se o “lugar social” como o lugar de produção da linguagem teatral e também o lugar socioeconômico, político e cultura em que o autor escolhe o tema e faz o recorte específico de cada peça elaborada. Através do seu lugar o autor desenvolveu os seus textos e a sua teoria dramática e por eles mostra tanto o entendimento que se tinha da sua temporalidade como as regras de produção do seu teatro, que apesar de ter desenvolvido toda uma nova teoria para constituir o seu processo dramático também obedecia as regras e normas da sua linguagem preestabelecidas. Para se compreender o desenvolvimento do seu teatro será destacada a noção de herói desenvolvida pelo dramaturgo


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Welson Ribeiro Marques