ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA E FORMAÇÃO DE PROFESSOR-PESQUISADOR A PARTIR DE FILMES DE CURTA METRAGEM

Katy Kenyo Ribeiro, Antonio Donizetti Sgarbi, Sidnei Quezada Meireles Leite

Resumo


O objetivo desse trabalho foi analisar uma experiência de exibição de filmes cinematográficos e documentários em uma escolas pública do município de Vitória, Espírito Santo, portanto, tratou-se de uma análise do potencial de formação continuada de professores de um projeto denominado Cineclube na Escola. O referencial teórico principal foi baseado em Edgar Morin, Attico Chassot, Antonio Cachapuz, Wildson Santos e Decio Auler. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, teórica-empírica, do tipo estudo de caso. Após cada exibição de filme, o cineclubistas, inclusive os professores, eram convidados a participar de intenso debate sobre as questões da Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente. O projeto oportunizou o envolvimento de professores da escola, aluno de iniciação científica de graduando de Licenciatura em Química e o desenvolvimento de pesquisa de mestrado em Educação em Ciências, evidenciando o caráter de formação inicial e continuada do projeto Cineclube na Escola, na perspectiva do professor-pesquisador.

Palavras-chave


alfabetização científica. professor-pesquisador. formação inicial e continuada de professores. cineclube na escola.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica

ISSN: 2236-2150 (Eletrônica)

ISSN: 2179-6955 (Impresso)  

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.