A QUESTÃO ÉTNICO-RACIAL E A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

Luciano Oliveira, Maria José de Resende Ferreira

Resumo


Este artigo representa um recorte do trabalho monográfico apresentado para a conclusão do curso de Especialização em Educação Profissional Técnica Integrada à Modalidade de Jovens e Adultos do Instituto Federal do Espírito Santo, campus Vitória. O trabalho que descrevemos localiza-se no campo de estudo da Educação de Jovens e Adultos (EJA), com recorte específico para a questão étnico-racial. Nosso objetivo era saber qual o lugar da questão étnico-racial na EJA, no contexto das discussões geradas a partir da implementação da Lei nº 10.639/03. Nossa pesquisa foi de cunho quantitativo e qualitativo, com a realização de um estudo de caso na escola municipal de Cariacica, no Estado do Espírito Santo. Utilizamos como aportes teóricos Müller (2008); Gomes (2005); Arroyo (2007), dentre outros. Esses autores nos levaram a considerar que a história de exclusão do povo negro tem profunda ligação com a situação de desigualdade socioeconômica em que vivem os afrodescendentes. Com isso, constatamos que esse quadro de exclusão se repete e perpetua-se no meio escolar, em suas diversas modalidades de educação, inclusive na EJA. Concluímos, em nossa pesquisa, que os alunos se reconhecem como afrodescendentes, mas ainda identificam o racismo no outro. Quanto aos professores é grande a desinformação sobre a Lei nº 10.639/03. As regiões onde a EJA se faz presente são áreas de maioria afrodescendentes. E, que apesar dessa realidade, as discussões sobre a temática não têm privilégio nesses espaços escolares.

Palavras-chave


Desigualdade social. Educação de jovens e adultos. Educação para as relações étnico-raciais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica

ISSN: 2236-2150 (Eletrônica)

ISSN: 2179-6955 (Impresso)  

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.