A IDENTIDADE COMO METAMORFOSE: PROEJA ENTRE O PRESCRITO E O VIVIDO

Tatiana de Santana Vieira, Eliezér Toretta Zen, Bruno dos Santos Prado Moura

Resumo


O artigo é resultado do trabalho monográfico realizado durante o Curso de Pós-Graduação Lato Senso em Educação Profissional e Técnica Integrada à Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos do Instituto Federal de Educação do Espírito Santo (IFES), cujo objetivo foi analisar em que medida o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) do IFES no Campus Vitória possibilita a construção de uma identidade dos seus alunos e alunas com o Programa e a instituição. A investigação foi localizada em uma realidade específica, sendo assim, optou-se pela linha de pesquisa quanti-qualitativa, a partir da qual se enfatizou o formato de investigação da História Oral. Foram utilizados questionários e entrevistas semiestruturadas como instrumentos de coleta de dados com os quais identificamos e selecionamos os sujeitos da pesquisa entre os estudantes do 5º ao 8º módulos dos cursos de Edificações, Segurança do Trabalho e Metalurgia e Materiais do PROEJA IFES Campus Vitória.


Palavras-chave


estudos culturais, diferença, diversidade, identidade institucional, PROEJA

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica

ISSN: 2236-2150 (Eletrônica)

ISSN: 2179-6955 (Impresso)  

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.