IDENTIFICAÇÃO DE ZONAS DE PERFIL CONCEITUAL COMO ESTRATÉGIA PARA AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM SOBRE TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS E FÍSICAS A PARTIR DA TEMÁTICA LIXO

Eveline Borges Vilela-Ribeiro, Anna Maria Canavarro Benite

Resumo


O objetivo deste trabalho foi o de estudar as zonas de perfis conceituais como estratégia para avaliação da aprendizagem sobre transformações químicas e físicas. Foi planejada uma estratégia didática abordando transformações físicas e químicas utilizando o tema gerador “lixo”, e aplicada em cinco escolas de ensino médio nas cidades de Jataí e Goiânia, ambas do Estado de Goiânia, Brasil. Foi avaliada a aprendizagem dos estudantes utilizando zonas de perfil conceitual em condições adaptadas. Também foram relacionados os perfis conceituais alcançados pelos estudantes à escola que eles frequentam. Dos 46 estudantes que participaram da avaliação da estratégia, 18 apresentaram perfil conceitual “Confuso”, 15 deles, com um perfil conceitual “Cozinha”; e 13 com perfil “Mecânico”. Foi evidenciado que mais de 70% dos estudantes, mesmo após a aula ou a estratégia didática, ainda possuíam perfis conceituais incoerentes. Embora os perfis conceituais tenham sido considerados adequados para avaliar o desempenho dos estudantes sobre o assunto, foi percebido que a estratégia didática não foi eficiente para promover o aprendizado sobre o assunto para os estudantes. 


Palavras-chave


transformações físicas e químicas, tema gerador, zonas de perfil conceitual, aprendizagem, educação básica.

Texto completo:

69 - 79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica

ISSN: 2236-2150 (Eletrônica)

ISSN: 2179-6955 (Impresso)  

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.