SÃO MATEUS: CONTEXTOS DA EJA E PERSPECTIVAS DO PROEJA A PARTIR DAS DETERMINAÇÕES DO IMAGINÁRIO SOCIAL

Márcia Alessandra de Souza Fernandes, Maria José de Resende Ferreira

Resumo


Este estudo parte das reflexões sobre Educação de Jovens e Adultos realizadas no curso de Especialização do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na modalidade de EJA (PROEJA). O processo de implantação do PROEJA nas escolas municipais, reforça a necessidade de conhecer a EJA local, (re)conhecendo desafios e possibilidades. Resgatamos o conceito de imaginário social de Castoriadis (1995) que afirma que a sociedade resulta das representações ligadas à multiplicidade de outras representações. Buscamos identificar e refletir sobre o imaginário que alunos e professores das turmas iniciantes e concludentes da EJA da EMEF Professor João Pinto Bandeira possuem sobre ela. Empreendemos pesquisa qualitativa de caráter descritivo com a realização de estudo de caso. Realizamos entrevistas estruturadas. A análise dos dados confirma, entre outras questões, a discussão de Paiva (2006) e Arroyo (2003) quando defendem o direito à educação de qualidade e não apenas acesso à escola, apontando a necessidade de vincular maior discussão/integração entre educação e trabalho. 


Palavras-chave


imaginário social, direito à educação, PROEJA, educação de jovens e adultos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica

ISSN: 2236-2150 (Eletrônica)

ISSN: 2179-6955 (Impresso)  

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.