ESTÁGIOS CURRICULARES NO ENSINO DA ENFERMAGEM: espaço privilegiado de conhecimento

Luis Fernando Rampellotti, Roberta Pasqualli

Resumo


A enfermagem atua no cuidado a vida humana, cujo contingente profissional é o maior da área da saúde. Este estudo objetiva discutir os estágios supervisionados na formação em enfermagem como o campo da prática e do trabalho e seu imprescindível caráter formativo. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, de caráter exploratório, como parte da revisão bibliográfica da pesquisa de mestrado “O bom docente enfermeiro: o olhar dos estudantes de cursos técnicos acerca dos saberes docentes”, para a qual foram selecionados 26 artigos do Scientific Electronic Library Online – SCIELO, os quais continham as palavras “estágio” e “enfermagem”. Deste foram selecionados 07, em língua portuguesa e relacionados ao ensino em enfermagem. No ensino clínico de enfermagem o discente pode desenvolver diversas habilidades para a sua atuação profissional, sendo que, mesmo as dificuldades foram apontadas como momentos de adquirir características que fundamentam a atuação e as respostas a demandas do quotidiano e da práxis. O campo da prática figura como condição oportuna a aquisição de conhecimentos e sedimento do arcabouço teórico numa dinâmica de retroalimentação teoria-prática. A pesquisa sugere o aprofundamento do tema a partir de pesquisas exploratórias qualitativas, ouvindo os atores do processo de ensino-aprendizagem em enfermagem.


Texto completo:

PDF

Referências


BARATO, Jarbas Novelino. Fazer bem feito. Valores em educação profissional e tecnológica. Brasília: UNESCO, 2015. 219 p. Disponível em: Acesso em: março 2018

CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM - COFEN (WEB). Pesquisa inédita traça perfil da enfermagem. 2019 Disponível em: Acesso em março 2019

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA (COREN-SC). Consolidação da Legislação e Ética Profissional / organizadoras Denise Elvira Pires de Pires et al. 2.ed. Florianópolis: Conselho Regional de Enfermagem - SC: Quorum Comunicação, 2013. 132 p.: il. - (Cadernos de Enfermagem; v. 1)

CUNHA, Carmem Maria dos Santos Lopes Monteiro da; MACEDO, Ana Paula Moraes de Carvalho; VIEIRA, Isabel Flavia Gonçalves Fernanda Ferreira. Percepções dos estudantes de enfermagem sobre os processos formativos em contexto de ensino clínico. Revista de Enfermagem Referência. Série IV n.12 Jan-Fev-Mar 2017. Disponível em: . Acesso em: junho de 2018.

DALL'AGNOL, C. M.; OLIVEIRA, A. P.; CARDOSO, A. S. F. Estágio de administração em enfermagem: repercussões para a equipe em unidades clínico cirúrgicas. Revista Gaúcha de Enfermagem. v. 38. n.02. 2017. versão online. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198314472017000200406〈=pt > Acesso em junho de 2018

DAMIANCE, Patricia Ribeiro Mattar; et al. Formação para o SUS: uma análise sobre as concepções e práticas pedagógicas em saúde coletiva. Trabalho educação e saúde. Rio de Janeiro. V. 14 n. 3 p. 699-721. Set/Dez 2016. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1981- 77462016000300699&script=sci_abstra ct&tlng=pt >. Acesso em: junho de 2018.

EVANGELISTA, D. L.; IVO, O. P. Contribuições do estágio supervisionado para a formação do profissional de enfermagem. Revista Enfermagem Contemporânea. Dez 2014. v.3 n.2 p. 123-130. disponível em: Acesso em junho 2018

HUF, D. D. A face oculta do cuidar: reflexões sobre a assistência espiritual em enfermagem. Rio de Janeiro: Mondrian. 2002. 208

LIMA, T. C. S.; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis. Florianópolis v. 10 n. esp. p. 37-45. 2007. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rk/v10nspe/a0410spe > Acesso em: junho de 2018

MORAES, Roseli Gabriel Amâncio; CARDOSO, Adilson Lopes. A necessidade de preparo pedagógico do enfermeiro para atuar na formação de profissionais da área da saúde com ênfase na enfermagem. Revista de teorias e práticas educacionais. v. 7, n. 1, p. 14-20. 2015. Disponível em: Acesso em: 16 nov. 2017.

PEIXOTO, Tiago Andre dos Santos Martins; PEIXOTO, Nuno Miguel dos Santos Martins. Pensamento Crítico dos Estudantes de Enfermagem em Ensino Clínico: uma revisão integrativa. Revista de Enfermagem Referencia. Série IV. n.13 p. 125-138. Abril Maio Junho 2017. Disponível em: < http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vse rIVn13/serIVn13a13.pdf>. Acesso em: junho de 2018.

RIBEIRO, Gerusa; PIRES, Denise Elvira Pires de; SCHERER, Magda Duarte dos Anjos. Práticas de Biossegurança no Ensino Técnico de Enfermagem. Trabalho Educação e Saúde. Rio de Janeiro. v.14. n.3. p.871-888. Set/Dez 2016. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1981-77462015000300721&script=sci_abstract& tlng =pt >. Acesso em: junho de 2018.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 24. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2016.

SILVA, Barbara Tavares; et al. Instituto de psiquiatria da Universidade do Brasil como campo de estágio da Escola Ana Nery (1954 – 1962). Escola Ana Nery. Rio de Janeiro v.21. n.3. 2017. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452017000300208&script=sci_arttext&tlng=pt >. Acesso em: junho de 2018.

TIMOTEO, R. P. S.; LIBERALINO, F. N. Reflexões acerca do fazer pedagógico a partir de referências e diretrizes educacionais para a formação em enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem. jul-ago 2003. v.56 n. 4 p. 358-360. Disponível em: Acesso em junho de 2018

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. 2 ed. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales – Coleção pensamento social Latino-Americano: São Paulo: Expressão Popular, Brasil, 2011. 448 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica